O impacto da inteligência emocional no trabalho - Fellipelli
inteligência emocional no trabalho

O impacto da inteligência emocional no trabalho

Muito tem se falado sobre a importância da inteligência emocional no trabalho, mas poucos entendem suas reais aplicações e seus impactos para os resultados da empresa. É exatamente sobre isso que vamos falar neste texto.

Mas afinal, o que é inteligência emocional?

Inteligência emocional é o conjunto de competências emocionais e sociais que influenciam como nos percebemos, expressamos, desenvolvemos e mantemos relações sociais, lidamos com desafios e usamos informações emocionais de um jeito efetivo e com significado.

A Inteligência Emocional surgiu partir da teoria das inteligências múltiplas, onde essas características começaram a ser mensuradas. Mas de fato, o termo “Inteligência emocional” foi criada por Salovey e Mayer, em 1990.

Em 1997 foi lançada a primeira avaliação que media a inteligência emocional, por Steven J. Stein e Howard, conhecida como EQ-i ®  2.0, e oferecida no Brasil com exclusividade pela Fellipelli Consultoria.

Disseram-me que eu não tenho inteligência emocional. É verdade?

Todos nós temos inteligência emocional, mas apresentamos em diferentes níveis.  São cinco fatores que fornecem informações fundamentais para o desenvolvimento desta inteligência: como eu me vejo, como eu me mostro, como eu interajo, como faço uso das informações emocionais para meu processo de tomada de decisão e como lido com o cenário de imprevisibilidade e mudanças.

 A importância de nomear as emoções

Toda ideia promove uma emoção, mas nem sempre tomamos consciência disso. Por esse motivo, algumas emoções podem crescer e tomar controle do indivíduo.

Uma discussão em uma reunião pode gerar um incomodo com relação à outra pessoa. Ao passar dos dias, outras situações de incômodo vão se acumulando e se intensificam, podendo se transformar em raiva e se as situações persistirem isso pode evoluir para ira.

É muito importante entender qual emoção tomou conta de você na situação, saber nomear e compreender a expectativa existente em seu pensamento, que por vezes é inconsciente e não declarada, para resolver o problema enquanto ele ainda é somente um incômodo.

Como a inteligência emocional é convertida em resultados no ambiente profissional?

Segundo Chris Melchiades, as organizações podem lucrar mais quando a inteligência emocional de seus colaboradores é desenvolvida.

“Quando as pessoas estão com as suas inteligências emocionais desenvolvidas, cria-se um ambiente de trabalho mais saudável e produtivo. Ao invés de desprendermos tempo e energia com o que é irrelevante, vamos focar no que de fato importa para a organização”.

É muito comum, após uma reunião ou uma semana de muitos conflitos e impasses, a pessoa pode vir a remoer por dias aquele assunto que a abalou emocionalmente.

Quando programamos uma cultura de gestão das emoções, estimulamos o colaborador a não cair nesse drama e a ir direto ao que importa. O ganho vem em produtividade.

 

A influência no ambiente de trabalho x a inteligência emocional

A diversidade de pensamento é muito rica para as pessoas e para a tomada de decisão, mas é fundamental um líder consciente das suas competências emocionais para gerenciar times diversos.

A pluralidade nas empresas é um convite à criatividade e inovação, mas também ao conflito.

Quando uma liderança aumenta sua própria inteligência emocional, consequentemente amplia seu poder de influência no gerenciamento de pessoas distintas, que são ao mesmo tempo complementares.

Por que se fala muito sobre inteligência emocional hoje? “O nosso cérebro precisa de padrões e certezas, porém nós vivemos em um mundo exponencial, onde a cada dia temos menos certezas e padrões. Então como apaziguar o conflito do cérebro para focar nos resultados?”, complementou Chris Melchiades.

Dicas para lidar com a sua inteligência emocional no trabalho

Fortaleça sua autoestima

Busque feedbacks de terceiros sobre seus pontos positivos e negativos. Faça um reconhecimento pessoal sobre o que você tem de bom e tente entender seus pontos de melhoria para se tornar uma pessoa e profissional cada vez melhor.

Expresse-se emocionalmente

Tente encontrar palavras e expressões físicas para transmitir seus sentimentos de uma forma que não seja prejudicial às outras pessoas. Esse tipo de comportamento, no ambiente de trabalho, gera um clima de cooperatividade e de maior integração.

Tenha empatia

Antes de elaborar qualquer julgamento sobre seus companheiros de trabalho, coloque-se no lugar dele e tente imaginar, a partir da perspectiva do outro, quais seriam os caminhos a seguir. Isso aumenta a tolerância e diminui os conflitos.

Controle seu impulso

Não aja no calor da emoção. Cometemos muitos erros quando agimos de forma impulsiva. Sempre que for tomar uma decisão importante, espere para tomá-la no próximo dia, de cabeça fria. O distanciamento da cena vai ajuda-lo na compreensão da situação.

Saiba como lidar melhor com a pressão

Muitas pessoas se sentem ameaçadas e tem reações negativas quando são obrigadas a trabalhar com pressão. Saiba identificar os sinais que o seu corpo dá quando você está ficando sobrecarregado. Crie estratégias para manter-se tranquilo em situações de estresse emocional.

About "Fellipelli Consultoria"

A paixão de nossa consultoria de desenvolvimento humano é impulsionar cada indivíduo a explorar positivamente seu potencial através do autoconhecimento, proporcionando o seu crescimento e evolução na vida. Para isso, criamos valor com soluções de vanguarda e disseminamos nosso saber.

No Comments

Post a Comment