Aumente seu poder de influência na equipe - Liderança Situacional e MBTI - Fellipelli
lideranca-situacional

Aumente seu poder de influência na equipe – Liderança Situacional e MBTI

Liderança situacional

Curso de Liderança Situacional une métodos inovadores de gestão de pessoas a conhecimentos do MBTI ®

Prazos curtos. Metas cada vez mais audaciosas. Pouca ou nenhuma tolerância a erros. A realidade de quem trabalha no mercado corporativo dificilmente deixa de contar com um desses três ingredientes. O mais comum é que todos estejam presentes – e em doses para lá de elevadas.

Com tanta pressa para tudo, com tantos números a serem batidos e com tão pouca margem para falhas, acaba não sobrando tempo nem energia para o desenvolvimento do principal personagem de qualquer organização: o empregado. Tal prática, que deveria estar no topo de prioridades de toda empresa, acaba sendo negligenciada.

“Está difícil encontrar líderes preocupados em desenvolver gente”, lamenta Edison Henriques Jr., consultor empresarial e mestre em Business Administration pela San Diego State University (EUA). “Sabemos que trabalham sob muita pressão, mas é preciso parar e aprender a trabalhar com harmonia e maturidade, entendendo as dificuldades da equipe”, defende.

Foi pensando nesse momento de “reset” na vida de milhares de profissionais que Edison idealizou, em parceria com Adriana Fellipelli, CEO e fundadora do Grupo Fellipelli, o curso Liderança Situacional e MBTI: A Ponte da Liderança, que está com turmas abertas para os dias 27 e 28/11, em São Paulo.

O curso é inédito e só havia sido oferecido pela Fellipelli no formato in-company.

Quebra de paradigma

Edison explica que a Liderança Situacional é um marco no estudo da liderança. O termo foi cunhado nos anos 70 por Ken Blanchard, professor norte-americano, especialista em gestão e autor de um dos livros mais famosos da administração: “o Gerente Minuto”.

O método propõe que quem define o estilo de liderança a ser utilizado pelo líder é o grau de maturidade do liderado para a execução de cada tarefa. Isso significa dizer que é responsabilidade do líder saber com precisão o nível de proficiência de seu subordinado para realizar determinado trabalho.

“Essa foi a quebra de paradigma”, afirma Edison. A base do modelo é a ideia de “respeito mútuo”, criada por Blanchard e para quem o líder deve demonstrar respeito pelo desenvolvimento de seu liderado.

Respeito que pode resultar em maior influência. Afinal, quanto mais o líder estiver disposto a se adaptar às características de sua equipe, mais próximo ele estará dela. Consequentemente, poderá exercer sua influência de maneira cada vez mais eficaz.

Uso do MBTI ® com a Liderança Situacional

A adaptação do líder a seus subordinados se torna ainda mais forte com o uso dos conhecimentos do MBTI ®. É a chamada “Ponte da Liderança”, que dá nome ao curso e que une as informações obtidas com a análise do perfil psicológico de cada um com o método usado pelo líder para exercer sua influência.

No curso, os participantes terão acesso aos diagnósticos do MBTI ® e de Liderança Situacional. Haverá também muitas atividades em sala de aula, como exercícios, dinâmicas, troca de experiências e benchmarking.

Três competências serão intensamente trabalhadas ao longo do programa: mapeamento, flexibilidade (afinal, cada um tem a sua preferência) e comunicação (feedback assertivo).

O curso ganha relevância com a atual diversidade das equipes, compostas por perfis psicológicos variados e grupos multifuncionais. Ao final dos dois dias de aulas, o participante será capaz de:

  • Exercer maior influência por meio de conversas de desempenho mais eficazes;
  • Aumentar a velocidade de execução de projetos;
  • Estimular a equipe a buscar a criatividade e a inovação;
  • Elevar o moral do grupo;
  • Usar técnicas eficazes de motivação de pessoas.

O que esperar ao final do curso Liderança Situacional e MBTI ®

Edison explica que o modelo de Liderança Situacional pode ser usado em diversos contextos, como em processos de fusão de empresas, em que é preciso fazer a adaptação de culturas corporativas distintas; quando uma liderança deseja assumir novos desafios e quebrar paradigmas; ou quando uma área está passando por dificuldades e seus resultados estão aquém das expectativas da organização.

“Ao final do curso, o profissional estará pronto para desenvolver sua própria liderança visando aumentar sua influência sobre a equipe. O grande mérito desse modelo é que poderá ser usado imediatamente, ou seja, as pessoas já saem do curso podendo aplicá-lo em suas organizações”, explica.

Saiba mais sobre o curso “Liderança Situacional e MBTI ®”: A Ponte da Liderança”

About "Fellipelli Consultoria"

A paixão de nossa consultoria de desenvolvimento humano é impulsionar cada indivíduo a explorar positivamente seu potencial através do autoconhecimento, proporcionando o seu crescimento e evolução na vida. Para isso, criamos valor com soluções de vanguarda e disseminamos nosso saber.

No Comments

Post a Comment