As diferenças fundamentais entre os instrumentos MBTI Step I e Step II

As diferenças fundamentais entre os instrumentos MBTI Step I e Step II

O MBTI é reconhecido há mais de 70 anos como o assessment comportamental mais utilizado no mundo. As constantes revisões e estudos profundos tornam a ferramenta sempre atualizada.

No Brasil, desde novembro de 2015, estamos trabalhando com a qualificação integrada entre as versões MBTI step I e MBTI step II. Mas quais são as diferenças fundamentais entre esses dois questionários? Quais os benefícios que cada uma delas pode trazer aos nossos clientes? Quando devemos utilizar uma ou a outra? Este artigo se propõe a trazer à luz algumas dessas questões.

O MBTI® Step I teve sua última revisão consolidada em 1998, com amostras populacionais dos Estados Unidos e Reino Unidos, no formulário M, que corresponde a sua 13ª edição. O questionário é composto de 93 questões de escolha forçada. Quando a pessoa acaba de responder, é gerado um relatório que indica um dos 16 tipos psicológicos, com um texto padronizado. A única customização que existe é referente ao índice de clareza das preferências.

O MBTI Step II é um questionário mais extenso, que possui 144 perguntas. Contempla as 93 referentes ao Step I e adiciona 51 perguntas que compõem o que chamamos de facetas.

Isabel Myers, uma das criadoras do MBTI, deparou-se com três problemas ao aplicar o Step I:

  • Algumas pessoas não possuíam todas as características vinculadas à tipologia;
  • Algumas pessoas possuem preferências que não são claras;
  • Os resultados do MBTI Step I não relatam as diferenças entre pessoas de mesma tipologia.

A construção, pois, de um instrumento individualizado, foi necessária. Assim surgiu a criação do MBTI Step II.

O instrumento nos dá, além da composição básica das 4 dimensões estruturais da personalidade, introversão e extroversão, sensação e intuição, pensamento e sentimento, julgamento e percepção; cinco facetas para cada uma delas, como podemos observar na imagem abaixo:

subescalas-step-II

É possível trabalhar as maneiras distintas de como uma pessoa manifesta sua tipologia, quais resultados traduzem peculiaridades de sua personalidade e justificam questões ligadas à história de vida e os aprendizados daquele respondente.

O relatório do MBTI Step II é único. Ele traz informações e dicas que podem auxiliar em processos de coaching e construção de equipes. Há combinações de facetas que identificam o estilo de mudança, de comunicação, de conflitos e a tomada de decisões.

 

Quando, então, devo utilizar um o MBTI STEP II ao invés do MBTI STEP I?

Como especialistas em comportamento humano e distribuidores exclusivos do MBTI®, podemos dar algumas dicas a você, se estiver em dúvidas.

O MBTI® Step I é o cerne da personalidade. Há toda uma complexidade que envolve a estrutura de um indivíduo, mesmo que o relatório seja padronizado em apenas 16 tipologias. Se você está começando, vale a pena compreender em profundidade os conceitos, incorporar as palavras-chave de cada uma das dimensões, consolidar seus próprios exemplos e construir seu repertório.

Afinal, a complexidade humana exige muito mais estudo, profundidade – facetas!

Produtos relacionados

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.